O Poder da CAA na Melhoria da Vida de Indivíduos com Autismo

Aug 29, 2023

During AAC in the Cloud we always have the chance to host AAC experts and supporters from around the world.  We LOVE sharing insights from people in different locations and situations to support AAC users everywhere.

Today, we're excited to share a post from Elianita de Paula about "The Power of AAC in Improving the Lives of Individuals with Autism."  This post is shared in it's original Portuguese, but feel free to translate it into your preferred language to grab these great insights and ideas.

O Poder da CAA na Melhoria da Vida de Indivíduos com Autismo

by Elianita de Paula, MSEd

Keywords: Comunicação, Autismo, Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA), Estratégias de comunicação, Benefícios da CAA.

Overview

A comunicação é a essência da experiência humana. Ela é o meio pelo qual expressamos nossos sentimentos, necessidades, desejos e sonhos. Mas, para muitos indivíduos com autismo, a comunicação verbal tradicional pode ser um desafio significativo. É neste cenário que a Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA) assume um papel crucial.

1. Entendendo a CAA

A CAA não é um método único, mas uma gama de estratégias e ferramentas projetadas para auxiliar ou substituir a fala ou a escrita. Esta pode variar desde sistemas simples, como imagens e símbolos, até dispositivos eletrônicos avançados com softwares específicos.

2. A Importância da CAA para o Autismo

Para muitos com autismo, a expressão verbal é limitada ou inexistente. No entanto, isso não significa que não tenham nada a dizer. A CAA abre portas para que esses indivíduos se conectem com o mundo ao seu redor, permitindo que comuniquem seus pensamentos e sentimentos.

3. Benefícios da CAA para Pessoas com Autismo

· Expressão Pessoal: A frustração é comum quando não conseguimos comunicar nossas necessidades. A CAA dá voz a quem tem dificuldade em se expressar, diminuindo situações de stress e aumentando a autoestima.

· Interação Social: Relações são fundamentais para o bem-estar humano. Com a CAA, indivíduos com autismo têm a oportunidade de fortalecer laços com familiares, fazer amigos e interagir com educadores e colegas.

· Desenvolvimento Acadêmico: A sala de aula é um espaço onde a comunicação é vital. Com ferramentas de CAA, alunos com autismo podem seguir o currículo mais de perto, participar de atividades em grupo e estabelecer uma comunicação eficaz com professores e colegas.

· Independência: Tomar decisões, expressar preferências e cuidar de si mesmo são etapas cruciais para a independência. A CAA pode auxiliar nesse processo, permitindo que o indivíduo comunique suas necessidades e desejos.

4. Integrando a CAA no Dia a Dia

A Comunicação Aumentativa e Alternativa (CAA) é uma ferramenta poderosa que tem o potencial de transformar vidas, facilitando a comunicação para aqueles que enfrentam desafios em expressar-se verbalmente. Contudo, para que a CAA seja efetivamente aplicada e tenha um impacto significativo, é essencial que ela seja corretamente integrada na vida diária do usuário. Aqui estão alguns passos e considerações a serem lembrados:

4.1. Escolhendo o Sistema de CAA Correto

Dependendo das necessidades individuais, diferentes sistemas de CAA podem ser mais adequados. Por exemplo:

· Sistemas Baseados em Imagens: Ideais para aqueles que se beneficiam de estímulos visuais, estes sistemas usam imagens ou símbolos que representam palavras ou conceitos.

· Dispositivos Eletrônicos Avançados: Estes são geralmente adaptados com software específico de CAA e podem incluir funções de voz ou opções de personalização.

É essencial realizar avaliações e testes para determinar qual sistema atenderá melhor ao usuário.

4.2. Envolvimento da Família

A família desempenha um papel vital no sucesso da integração da CAA:

· Seleção: Familiares próximos podem ter insights únicos sobre as preferências e necessidades do usuário, ajudando a escolher o sistema de CAA mais adequado.

· Treinamento: A família deve ser treinada para usar o sistema de CAA para garantir consistência e reforço no uso diário.

· Integração na Rotina: Isso pode incluir configurar tempos específicos do dia para prática, incorporar o sistema nas atividades diárias ou estabelecer rotinas que incluam o uso da CAA.

4.3. Colaboração com Profissionais

Trabalhar com especialistas é crucial:

· Terapeutas da Fala: Eles podem ajudar a personalizar o sistema, garantindo que ele atenda às necessidades comunicativas do usuário.

· Educadores: Os professores podem integrar o uso da CAA na sala de aula, garantindo que o usuário tenha continuidade em seus ambientes de aprendizado.

A integração eficaz da CAA no dia a dia não é apenas sobre ter a tecnologia correta, mas também sobre como essa tecnologia é implementada e utilizada. Com o envolvimento e apoio adequados da família e profissionais, a CAA pode se tornar uma parte valiosa da vida diária do usuário, proporcionando-lhe uma voz e a capacidade de se comunicar de forma mais eficaz.

5. Desafios e Considerações

Apesar de seus inúmeros benefícios, a CAA também traz desafios. A adaptação a um novo sistema de comunicação pode ser demorada e requer paciência tanto do usuário quanto de seus cuidadores. Além disso, pode haver resistência ou desconhecimento por parte da comunidade ou instituições educacionais.

É vital abordar esses desafios com proatividade. As escolas e instituições precisam ser educadas sobre a importância da CAA, e a comunidade em geral deve ser sensibilizada sobre como interagir com usuários de CAA.

Conclusão

CAA tem o potencial de transformar vidas, oferecendo às pessoas com autismo a chance de se comunicar de forma eficaz e viver com maior independência e dignidade. Enquanto a sociedade continua a se adaptar e acomodar as necessidades de todos os seus membros, ferramentas como a CAA desempenham um papel crucial em garantir que cada voz, independentemente de suas habilidades verbais, seja ouvida e valorizada.

Elianita de Paula, MSEd, SLPA, AT Specialist

References

1. Beukelman, D. R., & Mirenda, P. (2013). Augmentative and alternative communication: Supporting children and adults with complex communication needs. Paul H. Brookes Pub.

2. Lloyd, L. L., Fuller, D. R., & Arvidson, H. H. (2018). Augmentative and Alternative Communication: A Handbook of Principles and Practices. Boston, MA: Allyn & Bacon.

3. Sevcik RA, Romski MA, Adamson LB. Research directions in augmentative and alternative communication for preschool children. Disabil Rehabil. 2004 Nov 4-18;26(21-22):1323-9.

4. Calculator, S. N. (2009). Augmentative and alternative communication (AAC) and inclusive education for students with the most severe disabilities. International Journal of Inclusive Education, 13(1), 93-113.

5. Cologon, K., & Mevawalla, Z. (2018). Increasing inclusion in early childhood: Key Word Sign as a communication partner intervention. International journal of inclusive education, 22(8), 902-920.

6. Chung, Y. C., & Douglas, K. H. (2014). Communicative competence inventory for students who use augmentative and alternative communication: A team approach. TEACHING Exceptional Children, 47(1), 56-68.

7. Sturm, J. M., & Clendon, S. A. (2004). Augmentative and alternative communication, language, and literacy: Fostering the relationship. Topics in language disorders, 24(1), 76-91.

8. Carter, E. W., Moss, C. K., Asmus, J., Fesperman, E., Cooney, M., Brock, M. E., ... & Vincent, L. B. (2015). Promoting inclusion, social connections, and learning through peer support arrangements. Teaching Exceptional Children, 48(1), 9-18.

9. Finke, E. H., Finke, E. H., McNaughton, D. B., & Drager, K. D. (2009). “All children can and should have the opportunity to learn”: General education teachers' perspectives on including children with autism spectrum disorder who require AAC. Augmentative and Alternative Communication, 25(2), 110-122.

10. Ganz, J. B. (2015). AAC interventions for individuals with autism spectrum disorders: State of the science and future research directions. Augmentative and Alternative Communication, 31(3), 203-214.

Melissa DeMoux

CoughDrop Director of Marketing and Support -- working with AAC communicators & teams